A chance de lutar


Durante a semana que vai acabando, participei da assembléia que criou o Instituto ALGUÉM, inspirado na Giulia Wallace e na Ana Luíza Coelho, meninas que morreram este ano, vítimas de câncer, e deixaram neste plano duas montanhas de saudade e duas sementes que, agora, começam a brotar na direção de um mundo menos dolorido, cruel e injusto com tantos meninos e meninas que lutam contra o câncer infantil no Amazonas.

O instituto vai ajudar famílias que hoje, além da notícia devastadora da doença, precisam também conviver com um cenário em que o câncer infantil, como até décadas atrás, é tratado como sentença de morte. Faltam números, estatísticas, perfis, controle, investimentos e pesquisas no assunto. É uma realidade bizarra que se perpetua pela lógica da classe. Famílias que têm condições financeiras viajam no dia seguinte para São Paulo, atrás de exames e tratamento. Ficam com o aparato público local aqueles que não sabem o que é câncer, aqueles que não podem pesquisar na internet e descobrir do que se trata e, mais importante, onde e como se trata isso.

Não sabemos quantas crianças amazonenses morreram de câncer este ano, quantas estão no interior, quantas viajaram de mala e cuia para Manaus. Não sabemos quantas estão fora do Amazonas. De tanta desinformação, improviso e falta de controle, hoje o amazonense tem apenas as contas da dor que sente. Duas mães, mal erguidas da perda de suas filhas, decidiram tentar ajudar, e rapidamente têm conseguido reunir pessoas ao redor disso.

Toda missão requer boa dose de coragem e paciência, mas acima de tudo de humildade. Outros pais e mães, como Soraya e Paulo, como Marcos e Carolina, ainda vão chorar pelo sofrimento de seus filhos. O tratamento e a dor nunca serão pequenos, mas podem ser enfrentados com dignidade, porque não há nada mais covarde do que tirar de alguém a chance de ter esperanças. Giulia e Ana não venceram o câncer, mas elas tiveram a chance. Alguém precisava dar a essas famílias a chance que elas tiveram.

Texto originalmente publicado no blog O Malfazejo, de Ismael Benigno Neto, no Portal D24AM

10 thoughts on “A chance de lutar

  1. Estamos todos unidos neste projeto, somos A L G U E M na luta contra o câncer infantil!!! Sabemos que não podemos fazer muito, mas esse pouco no final faz a diferença! Juntos seremos mais…muito mais!!

  2. eu sou alguém de são paulo
    quero ajudar de alguma maneira esse nobre projeto muita força e fé em DEUS tenho certeza absoluta que nosso pai maior esta a frente desse grande projeto de amorrrr !!!!

  3. Meu filho teve leucemia, está na fase final do tratamento, que dura em média dois anos. Mesmo tendo plano de saúde, o tratamento é feito pelo Hemoam. Gostaria que as autoridades olhassem com carinho pra aquela instituição, pois apesar dos esforços de todos os funcionários, ainda deixa muito a desejar, uma vez que a estrutura ainda é muito carente, pois faltam condições mais dignas para os pacientes e seus acompanhantes, o número de funcionários não é suficiente para o atendimento, dentre outras coisas.

  4. Boa noite,
    Sou A L G U É M de São Paulo.
    Tenho Leucemia Mielóide Crônica, mas estou disposta a ajudar.
    Contem comigo.

  5. Aqui em Campinas, estamos com o~Vitor Hugo que veio de Manaus se tratar no Boldrini.
    Ele e a familia são extremamente pobres e precisam de todo o apoio, fazemos campanhas e arrecadamos alimentos, fraldas….a realidade por aí é bem triste mesmo.
    Sou ALGuém contra o cancÊr infantil aqui em Campinas.
    Vitor Hugo e Maria Clara, duas crianças lindas que precisam do nosso apoio.
    Beijos.
    Luana Pagliare

  6. Sou A L G uém que acompanhou esta luta, A L G uém que viu de perto a luta da Ana Luiza, mesmo que pouco, tive o prazer de abraçá-la e sentir sua garra e luta.. por isso sempre soube que essa guerra não acabaria NUNCA, pq de fato, não acabou.. nem a guerra da Ana e nem a da Giulinha.. por isso nasceu o intituto A L G uém.. para dar continuidade a esta brava luta destas duas pequenas e ENORMES guerreiras que de longe, mandam suas luzinhas para que tudo dê certo. Para isto estou aqui.. Pois dois ALGUÉNS tocaram meu coração e me transformaram em ALGUÉM contra o câncer infantil!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s